Domingo, 19 de novembro: Dia Mundial dos Pobres com o Papa Francisco

Celebra-se, neste domingo (19/11), o 1º Dia Mundial dos Pobres.

Essa jornada foi muito desejada pelo Papa Francisco na conclusão do Jubileu da Misericórdia a fim de que toda a comunidade cristã fosse chamada a estender a mão aos pobres, aos marginalizados, aos homens e mulheres cuja dignidade é pisoteada.

  O Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização, organizador do evento, refere, num comunicado, que neste dia mais de 4 mil pessoas pobres, acompanhadas por associações de voluntariado provenientes de Roma e da Região do Lácio, e de outras dioceses do mundo, como Paris, Lyon, Nantes, Angers, Beauvais, Varsóvia, Cracóvia, Solsona, Bruxelas e Luxemburgo, irão à Basílica de São Pedro para participar da missa celebrada pelo Papa Francisco às 10h locais, 7h da manhã no horário de Brasília, que será transmitida pelo Programa Brasileiro.

Após a missa, mil e quinhentas pessoas carentes irão almoçar, na Sala Paulo VI, com o Papa Francisco. Este momento será animando pela banda da Gendarmaria Vaticana e pelo coral “As doces notas”, formado por crianças de 5 a 14 anos. Os outros dois mil e quinhentos pobres serão transferidos nos refeitórios, seminários e colégios católicos de Roma, como o Pontifício Colégio Norte Americano, Colégio Apostólico Leoniano, Refeitório do Círculo São Pedro, Refeitório da Caritas de Roma, Comunidade de Santo Egídio, Pontifício Seminário Romano Menor e Pontifício Ateneu Regina Apostolorum, para participarem também do almoço festivo.

Os pobres serão servidos por 40 diáconos da Diocese de Roma e por cerca de 150 voluntários provenientes de paróquias de outras dioceses. O cardápio que o restaurante “Al Pioppeto” de Sergio Dussin servirá na Sala Paulo VI, será composto por nhoque sardos com tomate, azeitonas e queijo, carne de boi e verduras, polenta e brócolis, pavê, água, suco de laranja e café.

O Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização dirigiu-se a algumas associações de voluntariado como a Caritas, Comunidade de Santo Egídio, Ordem de Malta, Novos Horizontes, Comunidade João XXIII, Associação Irmão 2016, Obras Antonianas de Roma, Associações Cristãs de Trabalhadores Italianos (Acli) de Roma e Vicentinos, paróquias e outras realidades próximas às pessoas marginalizadas a fim de envolver todas as pessoas carentes nessa iniciativa. Generosa foi a resposta de todos esses institutos que ofereceram uma ajuda preciosa na organização desse evento.

Dentre as iniciativas em preparação ao 1º Dia Mundial dos Pobres consta a estrutura montada na Praça Pio XII, em frente à Praça São Pedro, um hospital de campanha denominado “Tenda da Misericórdia”.

Este centro de saúde está aberto desde a última segunda-feira, 13, e permanecerá ali até o próximo domingo, 19, oferecendo atendimento médico gratuito das 9 às 16h.

Nesta área médica estão sendo fornecidos gratuitamente para todos aqueles que precisam, análises clínicas, exames médicos especializados de cardiologia, dermatologia, infectologia, ginecologia e andrologia.

A realização dessa iniciativa foi possível graças à disponibilidade, colaboração e generosidade de instituições médicas como o Fundo de Assistência Sanitária (FAS) do Vaticano, a repartição de dermatologia e cardiologia do Policlínico Agostino Gemelli, de Ginecologia e Infectologia do Hospital Tor Vergata de Roma, e de enfermeiros voluntários da Cruz Vermelha Italiana.

Na preparação da 1º Dia Mundial dos Pobres foi realizado um subsídio pastoral intitulado “Não amemos com palavras, mas com os fatos”, traduzido em seis línguas, publicado pela Editora São Paulo. Na Itália e demais partes do mundo, as dioceses e paróquias acolheram com entusiasmo o convite do Papa Francisco, promovendo várias iniciativas a favor das pessoas carentes.

Rádio Vaticano*

 

Comentários

Diocese de Crateús - 2017 © Todos os direitos reservados
Top