CRATEÚS – PARÓQUIA DO SENHOR DO BONFIM

igrejasrdobofim

CRATEÚS – Antes: Piranhas e Príncipe Imperial

Passou a se chamar Crateús pelo decreto no 1 do Governo Republicano Estadual aos 02 de dezembro de 1889

CRIAÇÃO DO MUNICÍPIO – Lei Geral de 06 de julho de 1832

CRIAÇÃO DA CIDADE DE CRATEÚS – pelo Decreto no 1046 de 14 de agosto de 1911.

TOPONÍMIA: Origem do Tupi, que significa “raiz de lagarto”

ÁREA GEOGRÁFICA: 2.799,6Km²

DISTÂNCIA DE FORTALEZA: 354Km

CRIAÇÃO DA FREGUESIA – 11 de novembro de 1833

INSTALAÇÃO DA FREGUESIA – 04 de outubro de 1834

O patrimônio da Freguesia constituia-se de meia légua de terra por um, e outro lado do rio doada por Dona Luiza da Rocha Passos (Enciclopédia dos Municípios Brasileiros – 1959 – Pág. 172).

PADROEIRO DA PARÓQUIA – Senhor do Bonfim (A Imagem segundo a tradição popular, trazida da Bahia em ombros de escravos).

PRIMEIRO PÁROCO: Pe. Francisco Serafim de Assis

PÁROCOS IN SOLIDUM: PADRE FRANCISCO HELTON RODRIGUES MELO E PADRE ANTONIO JOSÉ MENEZES DE SOUSA 

INFORMES HISTÓRICOS: Tendo a Freguesia do Senhor do Bonfim pertencido ao Bispado do Maranhão, foi transferida para o Bispado de Fortaleza (Província do Ceará) por Bula do Papa Leão XIII, executada a 18 de janeiro de 1889. Em 1915 passa a integrar a nova Diocese de Sobral. Em 1963 fica pertencendo à Diocese de Crateús, instalada a partir de 09 de agosto de 1964, quando a Matriz do Senhor do Bonfim foi elevada à dignidade de Sé-Catedral.

 CONTATO: (88) 3691-2207

 

Diocese de Crateús - 2017 © Todos os direitos reservados
Top